Assistência SocialNotícias

A Prefeitura de Pato Branco organizou diversas atividades em alusão ao “Agosto Lilás”, mês de conscientização sobre a violência contra a mulher e também de ampla divulgação dos direitos femininos. As ações são de graça e contemplam atividades orientativas, informativas, palestras e também atividades oferecidas pela Ônibus Lilás, do Projeto “Mulher, Viver sem Violência”.

“O Agosto Lilás tem como objetivo conscientizar a população sobre a Lei Maria da Penha e a importância de saber que a agressão não é apenas aquela que deixa marcas no corpo. Vamos trabalhar de maneira informativa, levando para toda população, desde crianças até idosos, que embora a violência física e o abuso sexual sejam mais evidentes, outros tipos de violência também causam sofrimento e podem ser punidos”, salienta a secretária de Assistência Social, Luana Varaschim Perin.

Ônibus Lilás

O Ônibus Lilás é uma unidade de atendimento itinerante à mulher em situação de violência, da Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho (Sejuf), que percorre municípios em todas as regiões do Paraná, em parceria com as prefeituras.

A equipe oferece gratuitamente serviços de acolhimento, orientação psicológica, jurídica, assistência social e prevenção da violência contra a mulher. Também conta com espaço individual e sigiloso para orientação.

Ele estará na Praça Presidente Vargas, no dia 16 de agosto (terça-feira) das 8h30 às 17h.

Atendimento para as mulheres

Através do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), são oferecidos atendimentos psicológicos, sociais e de orientação jurídica para mulheres pato-branquenses que sofreram alguma violência.

“Cada caso é atendido a partir de sua necessidade. Dispomos de atendimento individual, visita domiciliar, atendimento online, referência e contrarreferência para serviços de segurança, justiça, saúde, trabalho e renda, entre outros”, explica Mariana Marina Particheli, psicóloga e coordenadora do Creas.

A chegada dessas mulheres até do Creas e de espontânea ou encaminhadas pela rede de atendimento, delegacia, saúde, Conselho Tutelar, Ministério Público, Judiciário, Centros Judiciários de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc) ou ONGs. “A procura pode ser presencial, por contato telefônico ou via mensagem por aplicativo”, enaltece Mariana.

A equipe do Creas realiza todo trabalho voltado as possibilidades que a mulher tem frente a situação e ajuda na busca por uma rede de proteção junto a família extensa e comunidade. Quando necessário, é fornecido passagem para outras localidades que possuam rede de apoio. Ainda, quando possuem filhos os atendimentos e encaminhamentos são estendidos à eles.

Cronograma:

11/08 – Palestra da equipe do CREAS (Psicóloga, Ass. Social e Advogada) para as mulheres na cooperativa de Reciclável;

12/08 – Entrega de material informativo junto a empresas;

15/08 – Entrevistas informativas em programas de rádio e TV;

16/08 – ÔNIBUS LILÁS na Praça Presidente Vargas – 8h30 às 17h;

17/08 – Palestra da Equipe do CREAS para servidores e usuários da Casa de Passagem;

19/08 – Atividade orientativa com as crianças e adolescentes do Projeto Pato Tênis (Parque do Alvorecer);

19/08 – Atividades com os idosos do Centro de Convivência à Pessoa Idosa;

26/08 – Atividades com os idosos do Centro de Convivência à Pessoa Idosa;

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Captcha - Digite a Letras Abaixo : *

Reload Image

Postar Comentário