NotíciasSaúde

Agentes de endemias do município de Pato Branco aplicaram inseticida biológico em 55 quilômetros de mananciais e rios, na área urbana, entre terça (16) e quarta-feira (17). A ação visa a contenção da proliferação de vetores, como borrachudo e o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya.

Foram envolvidos na ação 32 agentes divididos em nove equipes.  

Foi aplicado nas áreas o larvicida biológico Crystar XT, na formulação líquida a base de Bacillus thuringiensis var. Este larvicida não agride o meio ambiente por não conter solvente orgânico e possuir baixo odor. Ele age por meio de um bacilo que atua rompendo as paredes do estômago da larva, a impedindo de comer e a matando em 24 horas.

O inseticida é aplicado nos mananciais onde é encontrada a larva do borrachudo, que se fixa nas pedras no fundo dos rios para se alimentar de microorganismos. Além dele, as chuvas fazem com que os arredores dos rios criem poças, proporcionando o ambiente ideal para proliferação do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya. Com esta aplicação, diminui a população desses mosquitos através da eliminação das larvas.

Só neste ano epidemiológico, segundo dados da Vigilância em Saúde, apenas um caso foi confirmado. Neste momento não há nenhum caso em investigação.

O ano epidemiológico inicia em setembro e vai até abril, pois nesse período há maior preocupação com a transmissão da doença, devido aos fatores climáticos favoráveis à proliferação do mosquito Aedes aegypti em ambientes quentes e úmidos.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Captcha - Digite a Letras Abaixo : *

Reload Image

Postar Comentário