Website oficial do Município de Pato Branco

Notícia

Cras São João e Alvorada receberão horta comunitária

Os Centros de Referência da Assistência Social (Cras) dos bairros São João e Alvorada receberão o projeto Horta Urbana Sustentável, desenvolvido pela Administração Municipal de Pato Branco, por meio da Secretaria de Agricultura.

Pelo projeto, famílias atendidas pelos Cras receberão capacitação para o cultivo de Plantas Alimentícias Não Convencionais (Pancs), de plantas medicinais, além de hortaliças para consumo. Toda a produção poderá ser compartilhada entre as famílias participantes do projeto, sendo, a princípio, 13 famílias no São João e 5 no Alvorada.

As hortas serão construídas ao lado dos Cras para garantir o acesso aos integrantes do projeto. Junto com a comunidade, também estarão diretamente envolvidos as secretarias de Assistência Social, Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), por meio do curso de Agronomia, Observatório Social, Rotary, Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná (IDR-PR), Serviço Social da Indústria
(Sesi) e Instituto Regional de Desenvolvimento Econômico e Social (IRDES).

“Esse projeto tem como objetivo olharmos para as comunidades em situação de vulnerabilidade e garantirmos alimentos de ordem básica”, explica a secretária de Agricultura Vanessa Caisiraghi Zanon. “Serão produzidos nestes espaços, ora ociosos, alimentos mais saudáveis e nutritivos, por meio do trabalho voluntário, garantindo a inclusão social e a própria revitalização destes lugares”.

Cronograma

As famílias interessadas aprovaram o projeto em reunião na sexta-feira (22), que agora começa a ser desenvolvido em cinco etapas.

Na primeira, as famílias receberão palestras e oficinas sobre alimentação saudável, Pancs e plantas medicinais. Na sequência, será iniciada a instalação das hortas, com seleção das espécies em conjunto com a comunidade e planejamento e execução da atividade. Toda esta etapa será acompanhada por um Engenheiro Agrônomo e por estagiários do curso de Agronomia.

Os participantes ainda receberão uma capacitação para cultivo orgânico, produção de mudas, produção de adubo, técnicas de compostagem, manejo de pragas e doenças.

Com a horta implementada, nas etapas finais, serão desenvolvido projetos pela valorização e reconhecimento das hortas, com estudos sobre reaproveitamento dos alimentos e troca de receitas.

FAÇA UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Ainda não existem comentários