Website oficial do Município de Pato Branco

Notícia

Tarifa do transporte coletivo aumenta em 14%

O valores estavam congelados desde 2019 devido a pandemia, porém durante esse período os insumos continuaram sendo reajustados, 

O prefeito de Pato Branco, Robson Cantu, assinou nesta quinta-feira (31), o Decreto 9.188, que trata do aumento da tarifa do Transporte Coletivo Urbano de Pato Branco. A publicação foi registrada no Diário Oficial dos Municípios do Paraná. Com isso a taxa aumentou de R$ 3,50 para R$ 4,00, um aumento de 14%. 

Conforme o diretor do Depatran, Robertinho da Luz Dolenga, a justificativa para o aumento do preço se deve a um longo tempo sem reajustes. “De julho de 2019 a março de 2022, foi um período em que não houveram aumentos tarifários, em razão da pandemia. Isso se deve a várias normativas, decretos municipais, decretos estaduais determinaram restrições ao transporte de pessoas nos ônibus de transporte coletivo, bem como a situação econômica e social do país”, afirmou Dolenga.

Por outro lado, houveram significativos aumentos nos insumos como nos combustíveis (somente de julho de 2019 a março de 2022, houve um aumento de 90% nos preços dos combustíveis) e equipamentos, além de desgaste de pneus, de peças que incluem o custeio para o transporte coletivo. Ademais, ocorreu a diminuição do número de usuários por conta dos decretos municipais, o que restringiu a utilização do transporte. 

Tudo isso impacta no aumento do custo da tarifa do transporte. Dessa forma, o sistema estava se apresentando deficitário em termos de custos, de receita e despesa. Assim é razoável que se discuta um aumento tarifário, para diminuir o custo operacional do sistema de transporte. O aumento da tarifa impacta não só na diminuição do déficit como na possibilidade de ser melhorado a qualidade do transporte público.

Todavia, usuários do Cartão Vale Fácil pagarão o mesmo valor que é cobrado em dinheiro para as demais pessoas. Conforme Dolenga, “ainda que exista uma pretensão de pagar valores menores para quem opera com crédito, isso vai depender de uma alteração legislativa”. 

Além disso, serão acrescidos mais 30 horários de ônibus voltados para o Shopping, visando atender os colaboradores e também o público cliente deste. Vale ressaltar que atualmente são 17 linhas urbanas, que transportam 76% da demanda e 11 linhas industriais, que transportam 24%. Há uma média de 120 mil km rodados no sistema de transporte do município e aproximadamente 200 mil passageiros transportados por mês. 

FAÇA UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  • Ainda não existem comentários