Website oficial do Município de Pato Branco

Notícia

Projeto da Assistência Social leva oficina de bioabsorventes a mulheres atendidas nos Cras

A Secretaria de Assistência Social de Pato Branco iniciou nesta quinta-feira (23) um projeto que visa combater a pobreza menstrual. Nesta primeira etapa, cerca de 40 mulheres atendidas nos Centro de Referência da Assistência Social (Cras) do município participaram de uma aula sobre o tema no Largo da Liberdade. O objetivo é que elas aprendam a produzir absorventes ecológicos e adicionem eles às cestas básicas doadas pela instituição. 


“O encontro deste dia vem a somar com as nossas ações que abrangem o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, que são desenvolvidos através do Cras Alvorada e do Cras do Bairro São João”, destacou Liane Cristina, chefe dos projetos e políticas sociais. “Queremos garantir ao nosso público o conhecimento e a informação quanto à preservação do meio ambiente, através da utilização dos bioabsorventes, com o intuito de dialogar sobre os aspectos da saúde da mulher, bem como os cuidados ambientais que atualmente estão em evidência no cenário mundial e nacional”. 


A aula foi ministrada pela artesã Mailane Junkes Raizer da Cruz, que há sete anos produz e utiliza absorventes ecológicos. 


Após a aula, as mulheres devem iniciar a produção dos absorventes nos Cras a que são vinculadas, além de produzirem outros materiais nas oficinas de costura que possam ser revertidos em renda própria. 


Auxiliarão nessa etapa Edna Zamboni, facilitadora do curso de feltro; Dercy Machado de Lima, com bordado em chinelo; Marlene Marcon, na costura básica; e Raquel Marques, na costura avançada.


Projeto


De acordo com as coordenadoras dos Cras São João e Alvorada, Viviane Martinello e Elaine Fátima Markoski, trabalhar este tema é olhar com sensibilidade às causas relacionadas diretamente às mulheres. 


Segundo elas, é comum ocorrer pedidos de absorventes nos Cras ou de ouvir relatos que mostram o quanto a vulnerabilidade faz com que o que se tenha não seja suficiente para todo o ciclo menstrual. 


Com estas medidas, o objetivo é que este gargalo seja sanado e que as mulheres tenham dignidade durante todo o período. 


Este projeto iniciou ainda no mês passado, com a então secretária Barbara Padoan, que distribuiu em vários pontos da cidade caixas para coleta de doação de absorventes. Segundo Liane, a arrecadação será contínua para garantir o apoio durante todo o ano.

FAÇA UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Ainda não existem comentários