Website oficial do Município de Pato Branco

Notícia

Volta às aulas: Protocolos garantem retorno presencial seguro em Pato Branco

A Rede Municipal de Ensino do Pato Branco retornou nesta segunda-feira (10) às aulas presenciais após mais de um ano de ensino remoto. Das 57 escolas municipais, 53 voltaram, abrangendo as turmas da Educação Infantil (4 e 5 anos) e Ensino Fundamental (1º ao 5º ano)

O retorno foi possível a partir da aplicação de uma série de protocolos rigorosos de segurança, que incluem uso obrigatório de máscara de proteção facial, aplicação de álcool em gel, aferição de temperatura e distanciamento social.

A entrada e saída dos estudantes também ocorre de forma organizada e por turmas, sendo cada período específico para uma delas, evitando aglomerações.

Neste período, elas ainda não são obrigatórias, cabendo aos pais escolherem se enviarão ou não os filhos a escola, além de permanecerem em formato híbrido e escalonado.

A dona de casa Ana Carolina dos Santos Souza Perciliano, de 27 anos, levou o filho Mateus para a aula da CMEI Toca do Coelho. Foi a primeira vez que ele entrou em uma escola. Para a mãe, apesar da aula atípica, com uma série de protocolos, eram eles que a faziam se sentir segura.  

“Para mim é uma sensação nova, é o primeiro ano do meu filho. Então está sendo uma experiência bem bacana”, destacou.

Na sala onde Mateus estava, havia apenas mais dois colegas, garantindo o distanciamento total entre os estudantes e professora.

De acordo com a diretora da unidade, Keytty Anne Santos, os protocolos rígidos garantem que a volta às aulas seja de fato segura tanto aos profissionais quanto aos alunos.

“A gente já vinha com esse protocolo de segurança há um tempo e agora a gente intensifica os cuidados”, disse, elencando as medidas. “Os pais que ainda estão inseguros com a volta das crianças, da nossa parte, acredito que estamos seguindo todos os protocolos, todas as medidas de segurança. Desde o início do ano implantamos esse protocolo de segurança, agora intensificamos os cuidados.”

Na escola Municipal Maria Jurema Ceni, o aluno José Henrique Scherer Bertoletti, de sete anos, chegou às 7h, bem antes da abertura dos portões. Segundo a mãe, a empresária Vanda Scherer, de 47 anos, ele estava com saudade dos colegas e dos professores. “Vejo muita segurança. E era preciso, eles estavam com saudade das escolas e isso faz bem”, defendeu.

A opinião é compartilhada pela docente e enfermeira Lia Argenton, de 40 anos. Ela tem dois filhos gêmeos de nove anos matriculados na escola. No final da manhã, quando buscou os dois, disse que com os protocolos é possível garantir um retorno seguro e adequado. “Isolados em casa eles correm mais risco ainda”, disse.

Segurança 

Segundo a Secretaria de Educação e Cultura de Pato Branco, estudantes que chegarem à escola e tiverem a temperatura acima de 37°C não poderão entrar nas aulas e os pais serão automaticamente chamados para buscarem os filhos. Caso algum estudante ou funcionário positive para coronavírus, as aulas daquela turma serão suspensas.

Se a escola tiver mais de três casos confirmados em todo o corpo escolar, as aulas presenciais daquela unidade serão suspensas para que todos possam permanecer em isolamento e observação.

A Secretaria frisa que mantém desde cedo o acompanhamento do retorno para a garantia de que todos os protocolos serão cumpridos, garantindo segurança a todos.

FAÇA UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Ainda não existem comentários