Website oficial do Município de Pato Branco

Notícia

Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação disponibiliza de espaço coworking para incubados

Na ocasião, foi aberto também o espaço do Sebraelab e apresentado o projeto piloto da estação meteorológica

Como uma forma de estimular o processo criativo e a troca de experiências, a Secretaria Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação está disponibilizando um espaço coworking aos colaboradores das empresas incubadas do Parque Tecnológico de Pato Branco.

“A ideia é quebrar as barreiras, integrar as pessoas, trabalhar de uma forma cooperativa e colaborativa entre nós, da Secretaria, com as partes interessadas, alunos, professores, com a comunidade civil, com a comunidade empresarial”, explica o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Giles Balbinotti.

 O ato de inauguração foi na manhã desta segunda-feira (03), com a presença do prefeito de Pato Branco, Robson Cantu, servidores da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação, equipe do Sebrae e incubados.

Na ocasião, foi aberto também o espaço do Sebraelab. Destinado para os incubados, o ambiente servirá para estímulo à criatividade, à inovação e à experimentação apoiado por metodologias ágeis e flexíveis.

“Otimizar os recursos, reduzir o custo da máquina pública, ter um ambiente para gerar e desenvolver o empreendedorismo no nosso município. Com certeza o espaço coworking trará bons resultados, não só para os incubados, mas para todo o município. A parceria com o Sebrae reforça ainda mais o desenvolvimento, pois com o auxílio próximo, muitas empresas poderão ter orientações e alavancarem com muito sucesso”, frisa o prefeito.

Estação meteorológica

Na oportunidade, foi apresentado o projeto piloto da estação meteorológica.

Instalada junto ao Parque Tecnológico, o conjunto de instrumentos ou sensores recolhem dados para análise do tempo meteorológico, capazes de registrar a temperatura do ar, velocidade e direção do vento, umidade do ar, radiação solar, chuva, pressão atmosférica entre outras variáveis.

“É uma ferramenta fundamental para monitorar as condições meteorológicas na lavoura e assim ajudar nas tomadas de decisões”, frisa o secretário.

Por meio de um aplicativo, as pessoas poderão acompanhar e analisar o tempo meteorológico. O aplicativo está disponível apenas para os participantes do projeto piloto.  

FAÇA UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Ainda não existem comentários