Website oficial do Município de Pato Branco

Notícia

Parque Tecnológico de Pato Branco estimula o desenvolvimento do setor em toda a região Sudoeste do Paraná

O local possui grande importância para a economia por reunir empresas, universidades e poder público em torno de um único objetivo, que é promover a cultura da inovação

O município de Pato Branco é referência nacional em tecnologia pela consolidação do ambiente voltado ao empreendedorismo, pesquisa e inovação, principalmente após a inauguração, em julho de 2016, do Parque Tecnológico, que conta com uma estrutura física de cinco mil metros quadrados que abriga incubadoras e a sede da Secretaria Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação. Ao reunir empresas, institutos de pesquisas e desenvolvedores de produtos e serviços de base tecnológica em um espaço planejado e organizado, o Parque tecnológico promove um impacto positivo no desenvolvimento regional, estimulando a abertura de novas empresas, geração de emprego e de novas patentes.

Atualmente o espaço tem capacidade para abrigar 30 empresas incubadas, além de laboratórios de pesquisa e empresas consolidadas, que estão distribuídas em seis módulos industriais, de 525 metros quadrados cada. Hoje o parque tecnológico possui 19 empresas incubadas, mais três em processo de instalação, além de cinco empresas nos laboratórios industriais, sendo uma em processo de instalação, gerando, no total, 141 empregos, entre estagiários, empresários e funcionários.

De acordo com o secretário municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação, Marcos Vinícius De Bortolli, o perfil dos produtos desenvolvidos no local são os eletroeletrônicos, como placas, circuitos e componentes, e da tecnologia da informação, como softwares e serviços. “As empresas, em sua maioria, atuam regionalmente, mas tem empresas com abrangência de clientes em todo o Brasil e até alcance internacional, com produtos e componentes exportados. Somente em 2020, as empresas do Parque faturaram cerca de R$ 22 milhões de reais até junho, com previsão de chegar aos R$ 60 milhões até final do ano.”

Produtos fabricados em Pato Branco com alcance internacional

Como exemplo de abrangência em nível nacional e também internacional, está uma das empresas instaladas no Parque Tecnológico desde 2017, que atua na área de montagem e integração de placas eletrônicas, inclusive atendendo a crescente demanda de produção de placas eletrônicas para os ventiladores pulmonares, mais conhecidos como respiradores. Conforme o Diretor Comercial, Diego Busatto, a instituição está dobrando sua estrutura, de um, para dois módulos industriais, passando a ter 1.050 metros quadrados e somente neste ano, já foram contratados 36 novos funcionários na unidade de Pato Branco.

Busatto destacou que um dos motivos da sua empresa estar instalada no Parque é justamente pelo fato de apoiarem as instituições que estão em desenvolvimento, como startups, entre outras, e também pela Lei Zucchi, que potencializa e beneficia a competitividade comercial com outras localidades do Brasil. “Considero que as empresas que estão instaladas no Parque Tecnológico são uma referência e também servem de modelo para outras cidades do Brasil, tendo em vista que esse ambiente se torna propício para o desenvolvimento das tecnologias no município, gerando emprego e renda para a população local”, pondera.

Infraestrutura a favor da inovação

Partindo do princípio que os parques tecnológicos são empreendimentos voltados para a promoção da inovação, a integração entre as empresas neste mesmo local, mesmo que sejam de segmentos completamente diferentes, ajuda a criar um ambiente muito mais rico. Este foi um dos motivos que levou o CEO de uma empresa de tecnologia focada em desenvolver soluções inovadoras, com sede em Pato Branco, Thiago Santin, a se instalar em um dos módulos industriais do Parque.

“Estamos em fase de estruturação do local para podermos fazer a mudança nos próximos dias, mas acredito que estar inserido no ecossistema tecnológico e pela infraestrutura que o Parque oferece, nos possibilita a integração entre as empresas que lá atuam, criando projetos conjuntos e parcerias estratégicas. Além disso, temos a possibilidade de expandir muito nossa equipe. Hoje contamos com 25 colaboradores e estamos com oito vagas de emprego abertas, mas a estrutura que está sendo feita é para mais de 100 pessoas, que é nossa proposta de crescimento ao longo dos anos” pontua Santin.

De acordo com o CEO, as empresas de tecnologia vivem um cenário de crescimento, o que corrobora com a proposta com a valorização do setor, fomentando a aplicação de estratégias mais amplas no campo da pesquisa, do desenvolvimento e do conhecimento. “O Parque é algo fantástico, temos o privilégio de tê-lo em nosso município, tornando Pato Branco como referência em tecnologia e inovação. Quando citamos nossa cidade como um pólo de tecnologia, estamos nos credibilizando e nos tornando ainda mais competitivos neste mercado tão importante para todos os segmentos da sociedade”, enfatiza.

Projeto de ampliação do Parque Tecnológico de Pato Branco

Em virtude da crescente demanda de empresas que buscam migrar para o Parque Tecnológico, o secretário municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação, Marcos Vinícius De Bortolli, afirmou que existe um projeto em andamento para a ampliação do local para mais 14 módulos industriais, aumentando em mais 7.500 metros quadrados de construção. “Isto possibilitaria a instalação de pelo menos mais 20 empresas de porte médio, que poderiam empregar mais 300 pessoas diretamente.”

Bortolli enalteceu o impacto e os benefícios que o Parque Tecnológico, através das novas tecnologias, gera em diversos setores sociais de Pato Branco. “Observamos que o desenvolvimento sustentável de qualquer região passa pela ciência, tecnologia e inovação nas suas diversas formas. O PIB nacional vem com crescimento baixo nos últimos anos, mas as empresas do setor crescem a taxas de pelo menos 30% ao ano e com muitos projetos de expansão no médio e longo prazo. Assim, o impacto local é muito positivo, gerando empregos, renda, impostos e soluções diversas que foram aplicadas no próprio município. Tudo isto nos tornou um centro de referência nacional no setor, o que beneficia todo o comércio e qualidade de vida regional.”

FAÇA UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Ainda não existem comentários