Website oficial do Município de Pato Branco

Notícia

Prefeitura de Pato Branco assina novas Ordens de Serviço

Na próxima quarta-feira (29), no Gabinete Municipal, acontece a assinatura das ordens de serviço para instalação dos novos pontos de ônibus e construção do Ecoponto

Nesta quarta-feira (29), às 10h, no Gabinete Municipal, haverá a assinatura das Ordens de Serviço para instalação dos novos pontos de ônibus do Transporte Coletivo Urbano de Pato Branco (TUPA), no valor total de R$ 1.579.935,73, em recursos da outorga da empresa que está operando o serviço, e para a construção do Ecoponto, no valor de R$ 344.908,17, em recursos próprios do Município. 

No total, serão 110 pontos e estações de ônibus distribuídos pela cidade, com cinco modelos diferentes sendo instalados, cada um atendendo as necessidades do local, mas todos oferecerão abrigo com cobertura e proteção nas laterais, banco e espaço destinado aos portadores de necessidades especiais. No total, serão investidos de R$ 1.579.935,73, em recursos da outorga da empresa que está operando o serviço.

As obras para o Ecoponto serão realizadas junto ao Aterro Sanitário, situado na BR-158, e contarão com a reforma e ampliação do barracão de reciclagem, que possui 1.395,00 metros quadrados. No total, serão investidos R$ 344.908,17, em recursos próprios do Município.

Para o chefe do Aterro Sanitário de Pato Branco e presidente do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente, Normélio Bonatto, as obras oportunizarão melhora na separação dos resíduos recicláveis e nas condições de trabalho das equipes que atuam no local. “Houve um aumento considerável na produção de itens recicláveis em nossa cidade, sendo necessário um aumento do espaço disponível para que os trabalhos continuem sendo realizados com qualidade”, afirmou Normélio.

O Ecoponto será um local que receberá eletroeletrônicos e móveis usados, que estejam em boas condições de uso ou não. “A intenção é oferecer uma estrutura para descarte, onde os itens que estejam bons para utilização sejam destinados a quem precisa e os que não estejam, sejam desmontados e cada material ter sua destinação correta”, explicou ele.

FAÇA UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Ainda não existem comentários