Website oficial do Município de Pato Branco

Notícia

Encaminhado ao Legislativo projeto que destina terreno de 8mil m² para construção do Samu

O prefeito Robson Cantu assinou na segunda-feira (24) um Projeto de Lei que autoriza a Administração Municipal de Pato Branco a destinar um terreno para a construção da sede do Consórcio Intermunicipal da Rede de Urgências do Sudoeste do Paraná (Ciruspar/Samu 192). O documento foi para o Legislativo e deve passar por votação. Se aprovado, a construção deve começar em até dois anos.

“Este terreno que estava vazio agora terá uma ocupação. Diante desse período de pandemia, os investimentos na saúde são prioridade e garantir que o Samu permaneça na nossa cidade é uma forma de dar dignidade aos pato-branquenses, além de diminuir o tempo resposta para atendimentos”, destacou Cantu.

Segundo o texto do projeto, a área destinada está localizada na Rua Ivaí, no Bairro Jardim Floresta, e tem 8.914,77 metros quadrados. No local funcionou a primeira instalação do reciclável do município, mas desde 2014 está em desuso, com apenas o maquinário antigo.

Toda a área é avaliada em R$ 1.158.920,10 e está estrategicamente localizada, o que deve   garantir o menor tempo resposta para atendimentos de urgência e emergência: com saída facilitada para Região Sul de Pato Branco pela Rua Ivaí, como também acesso à PRC 280 e à BR 158.

O espaço ampliado também permitirá a instalação de um projeto moderno que destacará Pato Branco como referência regional nesse atendimento.

Caso seja aprovado, o texto prevê que a construção comece em dois anos e que seja concluída em até três. Em caso de não cumprimento do prazo estabelecido no projeto, o terreno retorna à posse da Administração Municipal de Pato Branco.

Além da sede, a obra a ser construída no local deve abrigar toda a estrutura vinculada ao Samu, como a central de regulação de urgências, garagem das ambulâncias, almoxarifado regional e a sede do Núcleo de Educação Itinerante (polo de educação em urgências para a região).

Necessidade

Constituído em 20 de dezembro de 2011, o Ciruspar funciona desde sua implementação em um imóvel que abrigava uma residência, na Avenida Assis Brasil, 622, no Bairro Vila Isabel, tendo sua base de operações na Travessa Modesto Vigano, no Bairro Bortot. Mas no ano passado, a possível transferência da sede da Ciruspar para Cascavel preocupou a comunidade, que teria o serviço mais distante.

“O serviço prestado pelo SAMU 192 é de extrema relevância à população de toda a região Sudoeste, visto que o seu atendimento, desde a implantação do Consórcio, reduziu o número de óbitos de forma significativa, o tempo de internação em hospitais, bem como as sequelas decorrentes da falta de socorro imediato”, aponta Cantu em texto encaminhado ao Legislativo.  

“Neste contexto, a construção de sede do Ciruspar no Município de Pato Branco é de extrema importância, pois consolidará uma política pública de atendimento às urgências e emergências, garantindo através de sua valorosa equipe, atendimentos de consolidada segurança”.

FAÇA UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Ainda não existem comentários